segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Suruba a três eu meu namorado e meu irmão

Suruba a três eu meu namorado e meu irmão




xo a três com meu namorado e meu irmão



O relato que passarei a contar-lhes agora é verídico, e até hoje fico toda molhada quando me lembro do que ocorreu. Meu nome é Paula,tenho 18 anos, cabelos lisos, castanhos claros, olhos cor de mel, seios fartos e uma bundinha redondinha e empinadinha. Minha maior fantasia sexual era transar com 2 homens ao mesmo tempo, mas minha moral me impedia de realizá-la. Já até tinha comentado com meu namorado, Thiago, sobre isto, mas não passou de uma conversa. Meu namorado é muito gostoso, alto, moreno, cabelos compridos até os ombros, 21 anos, peito musculoso, coxas grossas e o melhor de tudo, uma bundinha deliciosa. Certa vez seus pais sairam, e ficamos sozinhos na casa dele. Ele então entrou no seu quarto, me chamando, alegando que tinha uma surpresa pra mim. Chegando lá, ele me atacou ferozmente, me beijando com um furor indescritível, explorando todos os cantos da minha boca. Começou a beijar e mordiscar minhas orelhas, meu pescoço, com tamanha força que me marcou inteirinha. Ele então tirou minha blusinha e começou a brincar nos meus mamilos, já intumescidos de tanto tesão. Ele mordia um entre os dentes, enquanto pressionava o outro entre o polegar e o indicador, fazendo movimentos circulares que me levavam a loucura. Beijou minha barriga inteira, levantou minha saia, sentiu o aroma adocicado da minha bocetinha raspadinha e me jogou na cama. Passou sua linguinha na minha rachinha e estremeci de prazer, soltando um longo gemido, e apertando ainda mais sua cabeça na minha bocetinha. Ele lambeu, mordeu, enfiou a linguinha lá dentro, e quando eu estava quase gozando ele parou, e disse que esse era só um ensaio da surpresa que ainda me aguardava. Então ele se levantou, pegou uma faixa preta no armário e vendou meus olhos. Arrancou de vez minha saia, me deixando nuazinha. Então ele pegou se pau latejante e começou a esfregar na minha cara dizendo: -- Adivinha o que é isso, sua puta. (Em quase 3 anos de transas alucinantes ele nunca me tratara assim. Confesso que isso estava me arrebentando de tesão) Você gosta disso, não é, sua cadela vadia? Então é isso que você vai ter. Chupa ele sua vaca! E atolou o pau na minha boca, fudendo com tanta força que chegava até a engasgar. Não demorou muito ele gozou, inundando minha boca de uma porra deliciosa. Então ele ordenou: -- Engole tudo, sua piranha de beira de esquina. Hoje eu vou te mostrar o que é ser comida de verdade. Então ele começou a chupar minha bocetinha outra vez, com mais força ainda, e dessa vez gozei feito louca, encharcada de saliva e do meu mel, que ele sorveu todinho. Aí ele disse que ainda tinha mais, que não acabava por aí. Me ordenou que ficasse de quatro, e que arreganhasse bem a bunda. Fiz o que ele mandava. Então ele amarrou minhas pernas e pés pela cama, e me algemou na cabeceira da cama, de quatro, e totalmente exposta. Estava puro tesão, esvaindo por cada poro de minha pele. Ele então chupou meu cuzinho, enquanto alternava um dedo na chaninha e outro massageando meu grelinho. Não precisa nem dizer que explodi num gozo intenso, um dos maiores que já tive até hoje. Então ele disse: -- Se prepara, por que agora é que você vai começar a gozar feito uma cadela, que é o que você é. E me tascou um tapa na bunda. Senti então um pau na portinha da minha bucetinha, forçando a entrada. Entrou a cabeça e percebi que não podia ser do Thiago, estava muito grosso para ser o dele. Perguntei o que ele estava fazendo e ele me mandou calar a boca. Continuei a ser invadida por um pau que tinha certeza não ser do Thiago. Era grosso, e a medida que foi entrando fui percebendo que era bem maior também. Do Thiago tinha uns 20 cm, mas era fino, e aquele que me arrombava era grosso, e maior. Comecei a gritar de dor, e pedir que parasse, que queria ver quem era. Thiago me deu um tapa na cara e disse que eu ia aguentar aquela rola todinha dentro de mim, como uma boa puta que ele sabia que eu era. Logo me acostumei com aquela tora dentro de mim, e comecei a sentir um prazer enorme com aquelas deliciosas estocadas que o fodedor misterioso me dava. Thiago entrou embaixo de mim e começou a lamber meu grelo. Endoideci, e tive uma sucessão de orgasmos antes que o fodedor misterioso me invadisse com jatos e mais jatos de porra. Ele tirou o pau da minha grutinha e senti uma enorme sensação de vazio. Pedi pra ver quem era, e Thiago disse que só quando terminássemos. Ele então me soltou, mas me deixou vendada ainda, ameaçando que se eu tirasse a venda ia levar uma surra. Ele deitou e me encaixou em cima dele, ordenando que lhe cavalgasse. Logo senti a diferença entre os dois paus. Enquanto um quase me arrombou, o do meu gato entrou facinho. Comecei a cavalgá-lo deliciosamente, quando senti uma mão me deitando sobre Thiago e lambendo meu cuzinho. Fiquei paralizada de medo. Quando percebi que a intenção do misterioso era comer meu rabinho, gritei, protestei tentei fugir, mas de nada adiantou. Os dois machos me seguraram, e foi pior pra mim resistir, por que nem tive um acariciamento do rabo com dedinhos primeiro. Thiago me segurou e o misterioso abriu minha bunda e enfiou com tudo de uma só vez no meu rabinho. Gritei. Senti uma dor imensa. Lágrimas escorriam dos meus olhos. E os 2 lá, dentro de mim, um na buceta e o outro quase me estourando o rabo, parados, um sugando meus seios, o outro arranhando e mordendo minhas costas. Fui me acostumando com a dor, e o tesão tomando conta de mim novamente. comecei então a rebolar, e os dois readiquiriram vida, e estocavam compassados em mim. Estava indo a loucura. Gozei uma vez. O caldo da minha boceta escorria, facilitando o trabalho do misterioso no meu cuzinho. Gozei outra vez, e então Thiago disse que ia gozar. ME inundou de porra. Logo depois senti os jatos do fodedor misterioso me invadirem. Ficara os dois dentro de mim esperando amolecer. Quando fui liberta, Caí na cama e dormi. Acordei uma hora mais tarde, com uma língua na minha boceta. Perguntei se era, e Thiago me respondeu que era seu amigo. Pedi para ver quem era, e dessa vez ele deixou que eu visse. Tirou a venda dos meus olhos e qual não foi minha grande surpresa ao ver: ERA MEU IRMÃO!!!!!!! Fiquei chocada num primeiro momento, mas depois, lembrando dos mais maravilhosos orgasmos que tive em toda a minha vida e a realização da minha maior fantasia, passou o susto. Tivemos outras experiências, mas isto fica para um próximo conto. Espero que este relato tenha sido motivo de grandes punhetas e siriricas, assim como faço quando leio alguns contos desta page.

Tag:Sexo a três com meu namorado e meu irmão


Fotos e Vídeos de Download gratis baixar

Marcadores: , , , , ,

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Início